Logotipo Construcompras, plataforma de gestão de compras de materiais para construção civil

Materiais de luxo exigem compra cuidadosa

Prazo de entrega, formas de pagamento e garantia pós-obra são diferentes.
Materiais de luxo exigem compra cuidadosa

“O mercado de imóveis de alto padrão vive um bom momento e a expectativa para o segundo semestre de 2013 é otimista. Historicamente, os seis últimos meses do ano apresentam um crescimento de cerca de 30% em relação aos seis primeiros”. A afirmação é de Fernando Sita, diretor geral de Terceiros da imobiliária Coelho da Fonseca.

Ele também comenta que a concessão de crédito colabora para os resultados positivos. “Os clientes deste segmento começam a buscar financiamento imobiliário, o que há quatro anos não era uma prática comum. Houve, ainda, uma renovação do público: antes o mercado era formado por pessoas com mais de 50 anos e com renda mensal de R$ 46 mil, e hoje são consumidores com mais de 40 anos com renda mensal de R$ 20 mil.

Outro dado interessante é que de 80 a 90% dos imóveis residenciais de alto padrão são adquiridos para moradia, ou seja, não há especulação imobiliária”, explica.

Itens de luxo

Prazo de entrega, formas de pagamento e garantia pós-obra são as principais diferenças da compra de itens convencionais em relação aos itens de alto padrão

Para aproveitar a fase positiva e atrair cada vez mais interessados, as residências de alto padrão contam com elementos que proporcionam mais conforto aos moradores.

“Entre os itens exclusivos para projetos de alto padrão é possível destacar o isolante térmico de cobertura; metais de prata ou linha dourada de fabricação exclusiva; piscinas equipadas com iluminação em LED, jatos esculpidos em água, revestimento de pedras naturais e bordas infinitas; paisagismo com espécies exóticas; segurança com câmeras de última geração e giro de 360 graus; gerador com capacidade de manter toda casa em caso de falta de energia; lareiras; caixilhos antirruídos; aquecimento de piso; e aquecimento solar”, detalha o engenheiro Luis Cesar Calesso, coordenador de obras da construtora CBN, especializada em residências de alto padrão.

Sita acrescenta outros itens específicos para moradias desse segmento: “Também é possível citar o uso de espelho antiembaçante nos banheiros, algo novo e que começa a ser utilizado no Brasil. Elementos de automação e ar-condicionado também são recursos empregados. O mármore é um acabamento bastante requisitado em residências de luxo, podendo ser utilizado em diferentes ambientes. Entram ainda na lista as banheiras de hidromassagem, closet senhor, closet senhora e as fechaduras equipadas com biometria”, complementa.

A automação – com programação pelo celular para o aquecimento do piso e da água da banheira – também vai se consolidando no Brasil.

Como comprar

O primeiro item que define um empreendimento como sendo de luxo é a localização. Outro fator é o nível de acabamento interno

O engenheiro Luis Cesar Calesso conta que a construtora deve ter atenção no momento de comprar os elementos para residências de alto luxo. A maioria dos materiais pode ser encontrada no mercado nacional, mas alguns devem ser adquiridos no exterior.

“Um caso clássico de importação são os mármores e equipamentos de som e imagem. Porém, por serem soluções sofisticadas, as etapas de instalação e manutenção exigem mão de obra especializada, geralmente disponibilizada pelo próprio fornecedor”, observa.

Alto padrão

Calesso explica que a decisão de empregar tais elementos com custo elevado cabe ao cliente e a função do comprador é realizar a negociação comercial com as empresas fornecedoras.

“Prazo de entrega, formas de pagamento e garantia pós-obra são as principais diferenças da compra de itens convencionais em relação aos itens de alto padrão”, comenta. O engenheiro também adverte que para realizar uma boa compra, o profissional deve ter atenção aos requisitos técnicos da utilização do produto, bem como à garantia do pós-obra.

Segundo ele, há casos em que o item alcança valor elevado o suficiente para que a negociação seja feita entre o dono da construtora e a direção da empresa fabricante.

“Geralmente o fechamento se dá entre cliente x construtora x fornecedor”, diz. Ele comenta também que os profissionais encontram com facilidade catálogos, treinamentos e outras informações sobre os itens para projetos de alto padrão. “O setor de compras se mantém atualizado em relação às novidades deste mercado principalmente pelas informações divulgadas pela mídia”, afirma.

MELHORES PRATICAS NA GESTAO DE SUPRIMENTOS NA CONSTRUCAO CIVIL BANNERBANNER

Critérios e valores

Esses itens têm sua participação no valor final do imóvel, que é composto por muitas outras variáveis e, por isso, é difícil determinar qual a porcentagem relacionada a cada um deles. Sita comenta que não é o valor final que determina se um imóvel é considerado de alto padrão.

“O primeiro item que define um empreendimento como sendo de luxo é a localização. Outro fator é o nível de acabamento interno – um apartamento de 50 m2 com elementos de automação, janela antirruído, piso aquecido e ar-condicionado pode ser avaliado como alto padrão”, finaliza.

Baixe aqui um mapa comparativo de propostas para facilitar seu processo de cotação.

Leia também:

Qualificação de compradores aumenta a assertividade nas compras

Acompanhamento estratégico de suprimentos

Como integrar Construcompras e Sienge?

O que é Compra Responsável

Compliance altera dinâmica nas construtoras

Redação AECweb / Construmarket

Banner demo construcompras

Colaboraram para esta matéria

Fernando Sita – Formado em economia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Participou dos cursos ‘Intensivo de Administração, Finance, General’, ‘Investimentos Imobiliários, Real Estate’ e ‘Liderança 360, Business Administration and Management, General’ pela FGV.

É também colaborador do curso de ‘Investimentos Imobiliário’ da FGV. Ocupa o cargo de diretor geral de Terceiros na Coelho da Fonseca, onde é responsável por dirigir 16 filiais da empresa em São Paulo, outras três em Brasília, três no Rio de Janeiro e uma em Salvador. É coautor do livro de vendas ‘Ser Mais em Vendas’ da editora Ser Mais.

Luis Cesar Calesso – Engenheiro civil formado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Possui MBA ‘Especialização em Administração’ pela FUNDACE/USP.

Realizou, ainda, os cursos de ‘Gerenciamento no Canteiro de Obras’ pela USP e ‘Básico Intensivo de Avaliação de Imóveis Urbanos’ pelo Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia e Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura.

Ocupa o cargo de engenheiro civil na CBN Calil Oliveira Construtora, onde atua com empreendimentos de alto padrão.

Lorem ispum

Lorem ipsum dolor sit amet

Conteúdos relacionados

Inscreva-se em nosso blog gratuitamente e receba as novidades!

Construcompras ferramenta digital para compra de materiais de construção.

Comece já a economizar até 30% nas suas compras.