Logotipo Construcompras, plataforma de gestão de compras de materiais para construção civil

Passo a passo para planejar o orçamento de obras

Saiba quais são as principais etapas e como a tecnologia pode te auxiliar a planejar o orçamento de obras!
Passo a passo para planejar o orçamento de obras.

Antes de iniciar qualquer projeto, é preciso saber, com a maior precisão possível, tudo o que será feito e quais os serviços, materiais e equipes que serão contratados.

Sem essas informações, é impossível prever qual será o custo total de uma obra e, obviamente, qual a margem de lucro que a empresa poderá obter com o empreendimento. Por isso, a etapa de elaboração de um orçamento de obras é tão importante para o sucesso dos negócios.

A seguir, entenda como ele impacta nos negócios e como executá-lo.

O que é orçamento de obra e qual é a sua importância?

Resumidamente, o orçamento nada mais é do que um documento com as informações físicas e financeiras da obra que permitem determinar e estimar os custos envolvidos com a execução de um projeto antes mesmo de ele começar. 

Sem planejamento, previsão de custos e valores de serviços estipulados, é impossível levantar qual será o valor da obra e qual será a sua lucratividade. Assim, fica difícil definir se a sua execução será ou não viável.

Mesmo que a obra saia do papel, sem uma estimativa precisa de custos é muito provável que faltem recursos financeiros para concluir os serviços e, consequentemente, que ocorram atrasos e estouros no cronograma.

É importante lembrar que a estimativa de custos não é um chute ou uma aposta. Ela deve ser feita a partir de metodologias sólidas, que indiquem os preços prováveis dos serviços e insumos durante a data estipulada para a execução da obra e que contemplem suas necessidades atuais e futuras.

Quais são os principais benefícios de um orçamento de obra bem elaborado?

Antes de mais nada, uma estimativa de custos precisa e bem realizada pode ser um dos principais diferenciais competitivos de uma empresa e até mesmo um fator de sobrevivência no mercado.

Conheça algumas vantagens do orçamento de obras para que um projeto seja bem-sucedido:

Controle do planejamento e andamento da obra

A etapa de orçamento precede a de planejamento. Com maior clareza dos recursos que deverão ser usados na construção, é possível controlar de forma eficiente os gastos totais e realizar o planejamento da obra.

A gestão terá em mãos todas as informações necessárias para controlar cada etapa do projeto de maneira mais assertiva.

Análise de viabilidade econômico-financeira

Sem um bom orçamento em mãos, é impossível saber se a execução do empreendimento é economicamente e financeiramente viável ou não.

Logo, ele também precede o estudo de viabilidade da obra, que determinará se a empresa tem dinheiro para bancá-la e se poderá lucrar com ela.

Levantamento de materiais e de serviços e quantidade de mão de obra

Com o orçamento da obra, é possível incluir os quantitativos de consumo de materiais e demais serviços, permitindo um controle maior desses itens e evitando que haja desvios. Esse documento deve indicar o que fazer, o quanto comprar e o quanto pagar por cada item.

O orçamento também auxilia a empresa a ter um poder maior de negociação de preços já que, com todos os recursos tabelados, é mais fácil conseguir descontos com fornecedores e lojas de materiais de construção quando a compra é feita em grandes quantidades.

Controle financeiro e das etapas de execução

O orçamento ajuda a empresa a controlar os custos envolvidos nos canteiros de obras, evitando que haja surpresas desagradáveis e custos adicionais.

Assim, a empresa pode se organizar financeiramente desde o início e ter maior clareza com o que e como gastará seu dinheiro.

Com o financeiro organizado, fica muito mais fácil dar andamento ao cronograma de atividades, já que todos os insumos e serviços orçados poderão ser contratados nos devidos momentos de utilização.

PLANILHA MAPA COMPARATIVOBANNER POST BLOG 1

Rentabilidade das vendas

Quanto mais assertivo e preciso for um orçamento, maiores serão as chances de as empresas definirem qual será a rentabilidade alcançada na venda do imóvel.

Assim, fica mais fácil identificar o investimento inicial na construção, compondo os valores de venda com foco em garantir a lucratividade do empreendimento.

Credibilidade no mercado

Atraso na obra por falta de recursos para executar etapas é bem mais comum do que deveria.

A consequência é bastante desastrosa para os cofres das empresas. Elas acabam tendo que pagar indenizações, despesas extras, multas e podem até ter contratos reincididos por problemas com prazos de entrega.

Mas se os problemas financeiros podem ser superados, o prejuízo à imagem da empresa no mercado não. Atrasos na entrega dos imóveis geram grande insatisfação e muitas reclamações por parte dos clientes.

Com um orçamento redondo, é possível definir as datas de compras e aquisições de máquinas, equipamentos e insumos na hora certa, evitando que os cronogramas de entrega se estendam.

Quais são as etapas do orçamento de obras?

Agora que você já entendeu quais são as vantagens de um bom orçamento, confira quais são as principais etapas na sua elaboração:

Estudo das variáveis

É preciso levantar informações sobre tudo que será executado e que irá gerar custos. Qual é a quantidade de profissionais envolvidos nos projetos e na execução? Quais insumos e equipamentos serão usados? Quais são os custos com esses itens?  

Esses e outros dados relevantes devem ser organizados e controlados por meio de planilhas, tabelas e memoriais descritivos.

Quanto mais específica for a descrição de cada etapa construtiva, melhor será a precisão e a clareza da avaliação de todos os custos envolvidos. 

O ideal é que essa etapa seja realizada em parceria com os profissionais de planejamento e execução.

Composição de custos

O orçamento é composto por dois tipos de custos: os diretos e os indiretos.

Os custos diretos são aqueles associados aos serviços no canteiro de obras, como colaboradores e materiais.

Já os indiretos são as despesas necessárias para que as atividades no campo sejam realizadas, mesmo que não diretamente relacionadas com a construção. Aqui entram, por exemplo, os custos com pagamentos de taxas, seguros, materiais de escritório e com funcionários administrativos.

O levantamento desses custos é uma das etapas mais trabalhosas, pois exige que sejam levantados todos os serviços e suas unidades.

Também deve ser calculada a produtividade dos funcionários para determinar as horas para execução dos serviços e ainda prever a quantidade de rejeitos e material que pode ser desperdiçada.

Com essas informações em mão, é possível ir ao mercado par coletar os preços de insumos e mão de obra e chegar à despesa total para cada serviço. Os valores considerados devem ser os mais atuais possíveis.

Fechamento do orçamento

Depois de finalizar as etapas anteriores, o próximo passo é estipular a lucratividade que a empresa deseja obter, sempre levando em conta os riscos, a concorrência e o cenário do mercado.

Sobre o custo direto, calcula-se o fator que representa o gasto indireto, o lucro e os impostos incidentes, utilizando um fator de majoração chamado de BDI (Benefícios e Despesas Indiretas). 

Esse conceito é o percentual que deve ser aplicado sobre o custo direto encontrado na estimativa para se chegar ao preço final de venda.

No fechamento do orçamento dos projetos, é possível trabalhar com algumas ferramentas importantes, como as curvas ABC de Insumos e de Serviços.

A curva ABC permite identificar os itens que mais pesam no orçamento de uma obra. Por meio dela é possível priorizar a negociação com fornecedores de materiais ou serviços que custam mais.

Com o orçamento finalizado, é possível apresentar ao cliente uma planilha com todos os quantitativos e custos.

Como elaborar um bom orçamento de obras e como a tecnologia pode contribuir nessa tarefa?

Um orçamento de obra bem executado faz toda a diferença e ajuda a empresa a se tornar ainda mais competitiva no seu segmento de atuação.

O ideal é contar com a ajuda de profissionais ou equipes estruturadas e especializadas nesse tipo de serviço, que possam levantar e analisar a maior quantidade de dados e informações possível e que tenham conhecimento dos métodos construtivos que serão empregados.

Para que o orçamento seja, de fato, confiável, o ideal é envolver diversos setores da empresa e conhecer a fundo quais serão as demandas de cada obra.

A tecnologia também é uma aliada para os orçamentistas. Com softwares de orçamento, é possível calcular os preços de um projeto com muito mais precisão.

Algumas ferramentas digitais, como o Construcompras, da Construmarket, contribuem com a tarefa de montar um orçamento da obra.

“A plataforma permite fazer solicitações de orçamentos junto aos fornecedores de materiais e serviços antes e durante a obra. Com ela, também é possível comparar os preços entre eles, possibilitando às empresas reduzirem custos sem perder a qualidade”, Fernando Taricano, executivo de contas da Construmaket.

Através de um mapa comparativo, o gestor de compras pode ter acesso às respostas das cotações e visualizar com maior clareza preços, condições, prazos e outras análises.

AGENDE UMA DEMOConstrucompras

Conclusão

Como você pode ver, é praticamente impossível sobreviver no mercado lançando projetos que não tenham sido planejados a partir de um orçamento muito preciso e detalhado.

Esse documento é fundamental para aumentar a competividade e a lucratividade das empresas.

O uso de programas de orçamento e ferramentas digitais, como o Construcompras, da Construmarket, auxilia bastante na fase de orçamentação.

TEXTO: Gisele Cichinelli

COLABORAÇÃO TÉCNICA

Fernando Taricano – executivo de contas da Construmaket

LEIA TAMBÉM:

Materiais de luxo exigem compra cuidadosa

Como comprar materiais para edifícios sustentáveis

Lorem ispum

Lorem ipsum dolor sit amet

Conteúdos relacionados

Inscreva-se em nosso blog gratuitamente e receba as novidades!

Construcompras ferramenta digital para compra de materiais de construção.

Comece já a economizar até 30% nas suas compras.